https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

No céu dos teus lábios

 
Open in new window

Naquela louca tarde,
O pôr-do-sol em teus olhos
Acordara anjos e arcanjos
Que no horizonte dividiam
Sonhos com o sol-poente,
Que nas suas mãos embalava
Sombras que caiam sobre
A terra, vestidas de escuridão.
As borboletas perderam
Suas cores primaveris,
Beija-flores guardaram
Seus beijos e as rosas foram
Pintar seus lábios noutro
Lado do horizonte, onde o sol
Desafiava homens
No puxa-puxa do dia,
No céu dos teus lábios
De rosa, que saciavam
Minha sede, quando meus lábios
Se perdiam em teus lábios
Em busca da docilidade
Do teu coração, coroado
Com pétalas do eterno amor,
Que vencera todos os impossíveis,
E ganhara espaço na imensidão
Do meu coração apaixonado.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
195
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 27/11/2018 18:14  Atualizado: 27/11/2018 18:14
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6106
 Re: No céu dos teus lábios
Os jardins já não servem de pousada, por mais que a primavera os pinte de variadas cores, e ciumentas ficam as flores n’olho da lua.
Open in new window