https://www.poetris.com/
Poemas : 

ESCRITA VAZIA

 

Na mesa do bar
com o pensar em falso.
Eu desfiz os traços
do meu poema torto.

Arrastei para mim
a cadeira de braços.
Apoiei os meus pés
bêbados e descalços.

Procurei a caneta
no copo de pinga.
Usei-a magistralmente
para misturar as letras.

Abracei-as novamente
sem muito gosto.
Refiz o meu poema,
o que jazia morto.

Olhei para o papel
de escrita vazia.
Disse cambaleante,
que declamaria...

Saí pela rua,
cantarolando.
Só eu via
no poema;

Poesia.

 
Autor
ZESILVEIRADOBRASIL
 
Texto
Data
Leituras
182
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
augustocola
Publicado: 21/12/2018 01:21  Atualizado: 21/12/2018 01:21
Luso de Ouro
Usuário desde: 22/07/2008
Localidade: ES - BRASIL
Mensagens: 267
 Re: ESCRITA VAZIA
Ah!Meu amigo, de vazia não tem nada!
Gostei muito!
Parabéns!