https://www.poetris.com/
Poemas : 

Tanto pesar o fado me depara

 
.




Tanto pesar o fado me depara
Que faz brotar o pranto dos meus olhos,
Ao evocar a mais linda alvorada,
Neste penar, neste meu mar de abrolhos.

De âmbar e azul reluz toda a memória
Pelos umbrais do meu anoitecer,
Onde se oculta toda aquela história
Que uma alvorada outrora viu nascer.

Alvor de arminho nos meus doces dias,
E quando a neve de algodão ornava
A terra do jardim do amado lar.

Sonhos sem fim nas claras melodias
Daqueles universos que habitava
Antes do meu terrível naufragar.

 
Autor
Juanito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
141
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 20/12/2018 15:23  Atualizado: 20/12/2018 15:23
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1336
 Re: Tanto pesar o fado me depara
Lindo e triste,belo muito Belo!
Sempre um prazer ler-te meu amigo.
Aproveito para desejar um Feliz Natal!
Um ano novo cheio de inspirações.
Abraço carinhoso.

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 20/12/2018 15:42  Atualizado: 20/12/2018 15:42
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: Tanto pesar o fado me depara
... seja infinito esse sonhar para nos ajudar a suportar a vida que por vezes nos complica o coração com saudade! Sempre tão bonito no seu versar sentido! Um grande beijinho!

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 21/12/2018 23:29  Atualizado: 21/12/2018 23:29
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Tanto pesar o fado me depara
Muito obrigado, Nereida e Carii, pela grata visita!!

Feliz Natal e muitos beijos!!

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 06/01/2019 22:10  Atualizado: 06/01/2019 22:10
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: Tanto pesar o fado me depara
Boa noite, Juanito,

Rica inspiração... Triste, porém, belíssimo! Parabéns!!

Um abraço,
Mary Jun