https://www.poetris.com/
Textos : 

2.8 O retorno de Saturno

 
Confissões domiciliar de Júpiter

Entre pensamentos e reflexões, tenho minhas dúvidas sobre questões que ocorrem em alta frequência em um determinado cotidiano... A parte que me mais me toca deverá ser repassada para análise profissional de um terceiro, com a intenção de amenizar emoções e conflitos internos ou deve-se manter sigilo absoluto sob determinada questão com a esperança de que um dia tudo possa se resolver com tempo? Neste caso, o tempo abrange não somente datas, mas também, evolução, amadurecimento e sabedoria sobre como lhe dar com os nossos problemas. O tempo não tem o dom da cura. Ela, quem faz somos nós. E nem todos são capazes para isso. Só me resta esperar...

 
Autor
Leepeters
Autor
 
Texto
Data
Leituras
163
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
9
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 05/04/2019 02:57  Atualizado: 05/04/2019 02:57
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 3641
 Re: 2.8 O retorno de Saturno
O tempo é um amigo sábio que alimenta a memória...
Esta, por sua vez é combustível para passar o tempo...
Dourar a pílula...
Amenizar os efeitos da ressaca moral...
Não confie em terceiros para a solução.
Nos segundos sim...
Esse tic tac mestre que te dirá a verdade.
No passado, alguém perguntou: O que é a verdade?
E não esperou a resposta...
Espere.