https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A pele cobre-me de sede

 

A pele cobre-me os olhos
numa profana miragem nua
sem tempo nem som
galgando a cor sombria do corpo
num desalentado suspiro
que se dissipa
nos braços da madrugada

A pele cobre-me as entranhas
de golpes suturados
em anafilácticos poemas
rasurando o corpo
numa rigidez inventada

A pele cobre-se de sede
na infindável noite
que contorna os meus olhos
ausentes ….em ti

Escrito 22/03/19
 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
291
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
3
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 11/04/2019 13:53  Atualizado: 11/04/2019 13:53
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1334
 Re: A pele cobre-me de sede
Parabéns pelo poema lindo!
Bjs

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 14/04/2019 07:35  Atualizado: 14/04/2019 07:35
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: A pele cobre-me de sede
Realmente lindo!!

Meus parabéns e um abraço!!

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 18/04/2019 22:45  Atualizado: 18/04/2019 22:45
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: A pele cobre-me de sede
Obrigado pelos vossos comentários

Beijinhos