https://www.poetris.com/
Poemas : 

Crer

 
Tags:  destino    querer    crer    Maria Toranja    malancolia  
 
Quando esse querer de ser crente
Nos encontra,
A mente divaga pelos cantos dos olhos.
Sente-se o nervoso do universo
Correr pelas veias desenhadas
No nosso corpo.
E queremos na paz,
Na ternura da ventura
Do que se encontra em frente.

Quando esse sopro de melancolia
Nos toca a pele,
E arrepia a nossa essência taciturna
Cria-se um afago no peito.
E a garganta,
Que já não grita,
Sente o aperto da mente,
Que já não crê,
E não sente presente
A veracidade de o querer.


Maria Toranja

 
Autor
MariaT
Autor
 
Texto
Data
Leituras
74
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Recentes
Aleatórios
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.