https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Mãos ao comando do coração

 
Open in new window

Mãos...
As mãos
São sempre mãos.
Mãos dum estuprador
São tão iguais
Às mãos dum santo,
Iguais às minhas,
Mãos cobardes,
Mãos que não vivem da dor
Forçada às almas frágeis.
Mãos dum violador
São tão iguais
Às mãos dum poeta,
Mãos sujas de tinta
E não de sangue,
Como as sanguinolentas mãos
Dum violador solitário.
Mãos dum corrupto
São tão hábeis
Como as mãos dum padre,
Que tem Deus na ponta dos dedos
E o diabo na hóstia sagrada.
Mãos dum malfeitor
São tão iguais
Às mãos duma criança,
Mas da inocência nada têm,
Por tantos corações arranharem.
Com as mãos tudo se faz,
Ao comando do coração…

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
304
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
32 pontos
6
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 30/07/2019 16:01  Atualizado: 30/07/2019 16:01
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6458
 Re: Mãos ao comando do coração
As mãos agem segundo o comando da mente, que corrompe o coração.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 30/07/2019 19:38  Atualizado: 30/07/2019 19:38
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: Mãos ao comando do coração
Muitas vezes o coração é iludido por sentimentos, não atraído por si, mais pelos pensamentos. Belo epoema


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/08/2019 08:53  Atualizado: 03/08/2019 08:53
 Re: Mãos ao comando do coração
os óculos... os corações corrompem as mentes fracas. hoje em dia nas redes dos facestrooks por exemplo anda tudo apenas com o coração sem cabeça e a verdade é que só vemos desgraça. trook, face... trook
santinho

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 05/08/2019 12:43  Atualizado: 05/08/2019 12:43
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4219
 Re: Mãos ao comando do coração P/ Upanhaca
Olá Upanhaca,

Gostei muito deste seu poema, deambulando pelas mãos desta e daquela intenções, e repondo essa verdade: as mãos são como as caras, não deixam vislumbrar o coração que as deixam viver e fazer o que querem - as mãos.

Uma realidade que não nos apetece aceitar.
Um excelente poema com um tema muito interessante. Parabéns

Abraço

Maria