https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Fantasia : 

ANSIEDADE

 
Tags:  poema  
 
ANSIEDADE
(Jairo Nunes Bezerra)

No meu plácido sonho virei pássaro,
Voando vislumbrei matas esverdeadas...
O dormitar foi passageiro de soslaio,
Sem visionar a linda noite estrelada!

A sensação passageira sentida foi impar,
Embora sem a tua aproximação...
No amplo espaço desejável de navegar,
Perdurou por tempo a minha aflição!

E no meu regresso predominou o dia,
Isso eu não queria,
Pretendia alimentar as minhas ilusões!

Não consegui sem a noite reinando,
Eis por que agora mais triste vou ficando,
Cantarolando inesquecíveis canções!




 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
210
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.