https://www.poetris.com/
Sonetos : 

JOÃO NINGUÉM

 
Tags:  SONETOS 2019  
 
JOÃO NINGUÉM

Tantas vezes citado entre os senhores,
Meu nome tem o mérito incomum
De chamar muitos sem ser de nenhum,
Como alcunha geral dos perdedores.

Lembrado quando esquecem meus lavores,
(Pois nem filho d'alguém nem pai d'algum)
Vós-outros pretendeis que sou mais um
Ou mesmo que não sou sem mais pudores...

Das alturas do espírito sereno,
Sabeis-vos grandes vendo-me pequeno
E obscuro a atravessar vossas jornadas.

Se incomodo com olhos de pedinte
Tendes minha presença por acinte
Ainda que, como eu, cheios de nadas!

Contagem - 13 09 2019


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
111
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
bitcoin
Publicado: 14/09/2019 04:34  Atualizado: 14/09/2019 04:34
Da casa!
Usuário desde: 05/09/2019
Localidade:
Mensagens: 293
 Re: JOÃO NINGUÉM
anda tudo tolo rapaz. mas olha que perder é bom. no entanto quanto maior fores maior sou. quanto maior forem os outros maiores seremos. as pessoas é que são tolinhas. andaram na escola errada sabes. mas o mundo há de mudar creio. é preciso tirar os olhos fora. tira-se uns e põe-se outros. uns bons. as pessoas veem tudo ao contrário. enfim. não ligues