https://www.poetris.com/
Poemas : 

SER

 
SER
Deixa-me ser o que sou
para que seja o que é.
Sou seu espelho
Seu igual invertido
com diferentes desejos
ambições, crenças e vidas.
Posso ser jovem, maduro, idoso.
Homem, mulher e o que for
E mesmo assim sou você.
Respeita o que faço.
Faça o que quiser.
Se não gostar pouco importa.
Respeita, que te respeito.
Seja, que serei.
E tudo será melhor
se sei de minha vida
da sua, você.
Deixa-me ser o que sou
para que seja o que é. (Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
75
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.