https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Desejos Proibidos

 
Open in new window
Desejos Proibidos

Como uma leoa você dorme sobre a presa
Tuas unhas ainda cravadas em m’alma
Sinto a dor de nosso amor e com surpresa
Eu percebo turbulência em tua calma

O teu rosto encostado em meu peito
Tua respiração suave, excitante
Meu corpo dominado em teu leito
Alucinado por teu cheiro provocante

Não resisto à tamanha tentação
Lentamente escorrego minhas mãos
Ávidas em busca de teus seios, loucas de amor e de desejo
Suaves para não chamar tua atenção

Como plumas em luxuria e anseios, sinto os bicos rijos de teus seios
Entrego-me a esta doce tentação
Com medo de seu despertar, com medo de tua reação
Atrevido eu desço mais minhas mãos

Deixando lentamente o bater de teu coração
Acariciando teu ventre, as curvas de teu corpo
Lento como se não houvesse tempo
Sempre sem pressa suave, tenso, morrendo de tesão

Minhas mãos alcançam os pelos de teu púbis
Eu estremeço... você mexe os quadris
Olhos teus olhos, que indolentes os meus queimam
Percebo o erro que eu não pude evitar
Percebo teu corpo suave e quente

E para minha sorte
A bala do meu destino, não esta mais na agulha
Esta no pente.

Alexandre Montalvan


 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
324
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/12/2019 00:36  Atualizado: 12/12/2019 00:36
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16342
 Re: Desejos Proibidos
Poeta
Parabéns! Muito bom! Final inusitado!
Beijos!
Janna