https://www.poetris.com/
Homenagens : 

Bandeira do tempo

 
Tags:  tristeza    tempo    rosto    volta    filme    rede    Varanda  
 
Bandeira do tempo

Em uma rede na varanda
Via o seu pai se balançando
E tinha quase que certeza
O que o velho estava pensando
De uma sala com tristeza
Via seu rosto se enrugando
Como uma velha bandeira
Com o tempo se arriando

Enquanto a velha rede ia
Para frente e para atrás
Lembrava de um velho tempo
Que não volta nunca mais
Como um filme do tempo
Que em sua vida passava
Nas grandes lutas da vida
Parece que até sonhava

Foi uma forte bandeira
Que o tempo amarelou
Cada ponto de saudade
Em seu rosto registrou
É um soldado veterano
Que ainda não tombou
Todos seus ensinamentos
O tempo nunca apagou.

jmd/Maringá, 20.02.20


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
83
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.