https://www.poetris.com/
Poemas : 

QUANTAS SÃO AS DECEPÇÕES.

 


Enquanto o mundo está pequeno para o tal coronavirus
E muita gente morrendo dando seus últimos suspiros
Uma fração da humanidade aproveita desta calamidade
Para ficarem bem de vida desprezando a mortandade.

Não importam as cidades se grandes ou mais contidas
Comportam sempre abutres que ligam pouco pra vida
Enquanto o mundo está pequeno para o tal coronavirus
E muita gente morrendo dando seus últimos suspiros.

Quantas são as decepções que temos com raça humana
Entra ano e sai ano nada se modifica continua o desengano
Pois nós pagamos para crermos e continuamos a vermos
Pessoas se massacrando por conta do individualismo
Enquanto o mundo está pequeno para o tal coronavirus.

Usuários do Youtube
vossas condutas me fascinam
antes de virar a esquina
terei mais de mil inscritos
é disto que necessito
para fazer transmissões ao vivo
https://youtu.be/brudVVxvDUU
MJ.


Enviado por Miguel Jacó em 23/03/2020
Código do texto: T6895101
Classificação de conteúdo: seguro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
135
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
55 pontos
3
6
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 23/03/2020 21:49  Atualizado: 23/03/2020 21:49
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 788
 Re: QUANTAS SÃO AS DECEPÇÕES.
O seu poema transcreve a triste verdade e dura realidade que todos atravessamos por este planeta.
A ansiedade aparece naturalmente, ao nos depararmos com ruas ficando vazias, escolas sem alunos, empresas sem funcionários. As pessoas que podem, já estão com télé-trabalho em casa. Pais que conseguem, estão mantendo seus filhos em casa.
Mas os heróis de branco, os nossos estimados e heróis profissionais da saúde, seguem na linha de frente salvando, cuidando, lutando por tantas pessoas que estão precisando, com a colaboração dos bombeiros e autoridades policiais.
Portanto conforme relata no seu poema, na verdade meu caro Miguel Jacó o mundo está pequeno e nós os humanos somos ainda mais pequenos e ficamos indefesos com um vírus que vai matando numa pandemia como se fosse um check matt fatal.
Tenhamos fé e esperança por um mundo melhor e uma humanidade mais humana e razoável.
Enquanto isso quanto são as decepções ainda por esse mundo fora, onde muita gente vai morrendo em massa dando os seus últimos suspiros por causa desse tal corona vírus.
Sejamos mais humildes, positivos e que muitos façam uma reflexão a si próprios, que deixem de ser tão gananciosos e aprendam com esta lição.

Meus cumprimentos e um abraço poeta Miguel Jacó

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 25/03/2020 18:55  Atualizado: 25/03/2020 18:55
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2896
 Re: QUANTAS SÃO AS DECEPÇÕES.



Quantas são as decepções que temos com raça humana
Entra ano e sai ano nada se modifica continua o desengano
Pois nós pagamos para crermos e continuamos a vermos
Pessoas se massacrando por conta do individualismo
Enquanto o mundo está pequeno para o tal coronavirus.


um abraço poeta Migueljaco

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 25/03/2020 20:03  Atualizado: 25/03/2020 20:03
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16472
 Re: QUANTAS SÃO AS DECEPÇÕES.
Miguel
Belo rondel e desabafo! Mesmo diante do risco eminente de morte o individualismo impera.
Obrigada pela partilha!
Levei!
Beijos!
Janna