https://www.poetris.com/
Poemas -> Tristeza : 

DÚVIDA REINANTE

 
Tags:  poema  
 
DÚVIDA REINANTE
 
DÚVIDA REINANTE
(Jairo Nunes Bezerra)

Passastes na rua tristonha e apressada,
A razão de tua pressa desconheço...
Tudo foi rápido... Estavas desesperada,
Os teus passos de andante ainda vejo!

E preocupado me mantive naquele momento,
Sem saber o teu destino...
Distanciado de ti fico sem entretimento,
Inebriado, quase sem tino!

Aguardo o teu regresso pela mesma rua,
Em que me abraçavas quase nua,
Sob a efervescência do luar!

Tudo se seguiu rápido nas noites subsequentes,
E sem ti na minha frente,
Fico sem o teu corpo para me acariciar!




 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
99
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.