https://www.poetris.com/
Poemas : 

no princípio da ilusão

 
vida, como podes correr sem que eu te siga
como podes cintilar ao longe
e deixar-me a mim na extinta chama
que não arde nem queima mas castiga

eu bem queria tirar tudo de ti
enrodilhar-me de águas e ser lume
convocar tempestades no presente
e ter ainda a calmaria de um perfume

mas meu coração é frágil e tropeça
não sei se o caminho é longo ou terá luz
mas sei que cega nele é que me vejo
a querer que o futuro, me aconteça.

desdobro então estas asas lentas
que estendo no princípio da ilusão
de pertencer ao enorme infinito
que termina sempre que abro os olhos.


RoqueSilveira

 
Autor
RoqueSilveira
 
Texto
Data
Leituras
73
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 26/03/2020 20:26  Atualizado: 26/03/2020 20:26
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1141
 Re: no princípio da ilusão