https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

até e sempre até a esse rio que se guarda com guitarras no teu véu

 
.
.
.
.
.
.

Hoje, meu amor, dou-me à foz dos

teus olhos: dou-me. E pelo sim e

pelo não a estes peixes verdes que

me irão levar ao último relâmpago


.
.
.
.
.
.
.
.


Eugénio Trigo

 
Autor
TRIGO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
227
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
35 pontos
3
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 23/04/2020 12:01  Atualizado: 23/04/2020 12:01
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2306
 Re: até a esse rio que se guarda com guitarras no teu véu
.
.


hoje não senti que morresse

nas conchas

dos relâmpagos que te dava


[/b][/size]

Eugénio Trigo
(dia do livro)


https://www.wook.pt/autor/eugenio-trigo/2027841

Enviado por Tópico
JosefaVG1
Publicado: 23/05/2020 12:39  Atualizado: 23/05/2020 12:39
Participativo
Usuário desde: 28/02/2020
Localidade:
Mensagens: 37
 Re: até e sempre até a esse rio que se guarda com guitarr...
Gostei poeta