https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

'se fores um dia o meu olhar'

 
não queiras saber dos dias -

o tempo mede-se nos meus olhos:
é íntimo dos seus reflexos
cristalizando ao rocio
imperceptível e leve
duma lágrima.


não queiras saber do mundo -

assegura-te dos meus olhos:
dois infindos universos
que manobras, por um fio
à deriva da luz breve
que te cega e legitima.






 
Autor
Propoesia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
476
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
6
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 18/05/2020 17:54  Atualizado: 18/05/2020 17:54
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29801
 Re: 'se eu fosse um dia o teu olhar'
Uma beleza poética adorável e comovente, verdadeira maravilha


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 19/05/2020 00:43  Atualizado: 19/05/2020 00:43
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17680
 Re: 'se fores um dia o meu olhar'
Poeta
Se fores um dia o meu olhar verá o meu mundo através dele, verá que é a luz dos meus dias...
Desculpe se divaguei!
Arrebatador!
Levei!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 30/05/2020 06:29  Atualizado: 30/05/2020 06:29
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 309
 Re: 'se fores um dia o meu olhar'
Gosto desta cadência. Um poema que embala pelo próprio ritmo que contém.
Os dias medem-se pelo que vivemos e nos toca. E, como o que nos invoca nos faz olhar na sua direcção, temos “dois infindos universos”, “à deriva da luz breve”, que se ofuscam pelo que lhes atrai (“que te cega”) e que “legitimam” o mundo que captam, ao o tornar parte de nós. Um belo ponto de vista (literalmente).

PS: onde está “íntimos” não deveria estar “íntimo”?