https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Soneto ao amor passante

 
Tags:  sosonetos  
 
Excederia eu, em brilho e lume
o meu olhar passante, ao encontrar-te
se essa flor de luz, ao perfumar-te
não fosse da espessura do ciúme:

intáctil, como a sombra do teu corpo
seduzindo papoilas, ao sol cheio,
finíssimo rocio do teu sopro
orvalhando as manhãs de um dia alheio.

Excederia eu, em poesia,
o meu verso tardante, ao já perder-te
no tempo indefinido do amor

se fosses mais de mim do que esta dor
levando-me com ela, sem dizer-te:
“É hoje o nosso instante, é hoje o dia!”

 
Autor
Propoesia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
241
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 25/02/2018 16:05  Atualizado: 25/02/2018 16:05
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16138
 Re: Soneto ao amor passante
Poetisa
É hoje o dia de favoritar esse soneto!
Perfeito!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Quandoachuvacai
Publicado: 25/02/2018 17:17  Atualizado: 25/02/2018 17:17
Colaborador
Usuário desde: 21/10/2014
Localidade: Lisboa
Mensagens: 630
 Re: Soneto ao amor passante
Adorei o seu poema

acor