https://www.poetris.com/
Poemas : 

ASAS

 
ASAS
As ilusões são como um bater de asas de borboleta.
Duram instantes de uma piscadela e se perdem.
Se vão.
É isso que vocês pensam ser.
Um piscar de olhos.
Vocês não são o bater de asas da borboleta.
Vocês nem mesmo são as asas.
Vocês são a borboleta.
Vocês não são o piscar de olhos.
Nem mesmos as pálpebras.
Você são os olhos que olham.
Parem de ser o que não são e sejam.
(Irmão Paulo de Paz).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
38
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.