https://www.poetris.com/
Poemas -> Minimalistas : 

morremos em pedaços

 


por nada saber
nasce-se
inteiro

e morre-se
sem obter
respostas inteiras





nada muito complicado... como atirar pedras em lagos

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
99
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
3
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 14/07/2020 18:09  Atualizado: 05/08/2020 13:00
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1905
 Re: morremos em pedaços
Quando era médio-adolescente (aos 15) e a perturbar-me com poesia, e a medicar-me com poesia, uma vez escrevi algo que soava assim:

"viver
é morrer
aos bocados"

E de repente ao ler-te este minimalista, que sofro por fazer em condições (temos isso em comum), veio-me à lembrança.

O teu avança um pouco.
Ele diz, na primeira estrofe, que nascemos inteiros. E que o motivo é nada se saber.
O saber, tem de ser fraccionado para o podermos deglutir.
A assimilação é árdua.
Os "...pedaços..." se forem muito grandes podem levar a engasgos e à morte.
Convém então partir o saber em pedaços muitos pequeninos para mastigar bem e assimilar. Leva a vida toda.
Ou come-se em bocados maiores e há certos saberes que perdem sabores.

A resposta é sempre fraccionada.
Há muita informação que é eliminada.

Há uma personagem do livro ficções de Jorge Luis Borges, chamada Funes, o memorioso que nunca esqueceu, não podia.
Morreu, a lembra-se de tudo quanto vivera e antes de chegar à idade adulta.

Esquece lá isso.

bj

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 14/07/2020 21:05  Atualizado: 14/07/2020 21:05
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 908
 Re: morremos em pedaços
Esta equação dá que pensar
Pelos mais variados motivos
Na vida andam a representar
Não passam de mortos vivos.

Beijo

Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 16/07/2020 20:04  Atualizado: 16/07/2020 20:04
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 354
 Re: morremos em pedaços
...e por não saber-se inteiro, muitas vezes nem vive-se em completude...
arrependimentos e perguntas deambulam ao tempo todo...e;
"morre-se
sem obter
respostas inteiras"


meu abraço caRIOca