https://www.poetris.com/
Textos -> Amor : 

Meu coração, um lembrete.

 


Recobra as extremidades da sua presença, expõe os meus guardados empilhados sobre os seus olhos intensos e coloridos. Consigo ver cidades se construírem dentro de você, as luzes da noite e o entardecer do seu amarelado contorno, colorem-os. A beleza deles grita, veja-me. É irrecusável!
O meu interior aquece, em silêncio tento manter a ciranda complexa das minhas emoções, a lembrança de seus lábios junto aos meus acerta-me como flecha. Lícito, frutal e lustroso lembro-nos fazendo ondas e voltas em perfeito alinhamento.
Molha-me o peito, repleta de revisões, sinto seu enlace no meu corpo e mãos, sinto a desordem em cadeia. Não há nada que contenha a onda que deseja a areia e os pensamentos se afunilam, intensos.
Meu coração alerta-me de você, como uma necessidade cronometrada.

 
Autor
Luna_
Autor
 
Texto
Data
Leituras
118
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 29/07/2020 17:06  Atualizado: 29/07/2020 17:06
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9505
 Re: Meu coração, um lembrete.
Boa tarde Luna, parabéns pelos vossos inspiradores versos enredando uma relação de afetos latente entre duas almas afins, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Jorge/Joel
Publicado: 03/08/2020 09:59  Atualizado: 03/08/2020 11:36
Subscritor
Usuário desde: 02/06/2020
Localidade:
Mensagens: 350
 Teu Curação numa lambretta...
("mea culpa", não resisti ao título) (e "alambrei-me" desta, anda como uma flecha, alinhamento perfeito, só necessita de revisão a cada 10.000 km, contados ao cronometro e pelo velocímetro) preço irrecusável !

Open in new window