https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Coração embriagado

 


É a paixão desgovernada
Que arrebata os sentidos
Onde a alma alucinada
Expõe os desejos escondidos.

É a palpitação em forma de poesia
Num quente corpo de mulher
Onde seus beijos são fantasia
Que meus lábios querem acolher.

É o sentimento em alvoroço
Dum coração embriagado palpitante
Onde a felicidade é um esboço
Do nosso amor estonteante…



José Coimbra

 
Autor
Legan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
94
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 29/12/2020 17:06  Atualizado: 29/12/2020 17:06
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1298
 Re: Coração embriagado
Excelente forma de poetisar, na verdadeira combinação de bem rimar. Paixão que muitas das vezes não combinam com lógica ou com a racionalidade, sendo uma prisão, por vezes paradisíaca, estonteando os sentidos, tocando na alma e inundando o coração. Em boa verdade, o amor sem paixão é triste, e a paixão sem amor é horrível, onde os desejos são formas que querem desabrochar, na espera pela envolvência de um amor potente com a sua amada, para que a calmia dos beijos e sentimentos deixem de ser fantasias. Com os cumprimentos e e um abraço poeta José Coimbra. António Fonseca