Poemas : 

A VIDA QUE SE APRESENTA EM CACOS

 

Pedacinhos que guardamos com carinho
Pedaços que odiamos ter em nosso caminho
Cacos de onde surgem de repente ,amigos, animais, parentes que ali estão
Quase sempre muito tranquilos
Cacos que parecem não ter idade
Alguns trazem muita saudade
Outros carregados de maldade
Companhia pra lá da eternidade
Pedaços de minha loucura guardados com ternura num fragmento sem identidade
Cacos manchados por lágrimas
que foram derramadas pelo que não foi
E devia ter sido
E pelo que foi e não devia
São Pedaços da minha existência
Que constam do meu álbum de vida
Folheado sempre que procuro evidências do que vivi
E se ainda estou vivo




 
Autor
Frederico Rego Jr
 
Texto
Data
Leituras
316
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 12/03/2023 18:54  Atualizado: 12/03/2023 18:54
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1951
 Re: A VIDA QUE SE APRESENTA EM CACOS
Dou muita importância àqueles que conseguem fazer uma retrospectiva de vida, expô-las da forma que for, mas que seja inflada de verdades e sentires. No que o poeta amigo cumpriu na escrita com tanta sensibilidade.
Grande abraço!