Poemas : 

Marca d'água

 


e aqui voltei

mergulhada numa luz de longe


entre mim

e o que de mim deixei


réstia transparente

de um tempo de estio


âmago da vida

entre o vento e o rio


silêncio e searas maduras

um quase sossego do verso


labirinto de cores

no ventre da terra


viagem metamórfica

à mais funda raiz do poema.

 
Autor
idália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
394
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
8
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 09/06/2023 19:03  Atualizado: 09/06/2023 19:03
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 2088
 Re: Marca d'água
Bom voltar a ler-te.
Bem-vinda de volta a casa.

Abraço


Enviado por Tópico
Sergius Dizioli
Publicado: 11/06/2023 00:54  Atualizado: 11/06/2023 00:54
Administrador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade: काठमाडौं (Nepal)
Mensagens: 2226
 Re: Marca d'água
É sempre uma satisfação ler poemas em que se permite ao leitor, sua própria construção dentro da construção que o poeta nos outorgou.
E isso dispensa as palavras rebuscadas e versos complexos, porém não dispensa a profundidade das ideias. E é assim que vemos com gratidão o retorno de uma notável poetisa que faz falta neste nosso recinto poético. Bem vinda. Saudações.


Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 11/06/2023 21:36  Atualizado: 11/06/2023 21:36
Membro de honra
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 592
 Re: Marca d'água
Ainda bem que voltou. Gostei da leitura.
Abraço


Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 12/06/2023 09:20  Atualizado: 12/06/2023 09:20
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3709
 Re: Marca d'água p / idália
olá idália

... e que" bem voltada", logo a presentear com poemas como este.
só posso dizer: presente! quero continuar a ler.te ( s.f.f.)

atenciosamente
HC