https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Contracorrente

 
O reflexo de um fio de letras

nas águas que vão fluindo.

É uma crença que a luz apagada

me ensinou


sempre que pouco mais sei

do que resistir

à corrente onde verbos estranhos

me aprisionam o dia.


 
Autor
idália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
357
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
76 pontos
8
10
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 02/08/2023 14:15  Atualizado: 02/08/2023 14:15
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1748
 Re: Contracorrente
.
.
.
poetas não rompem somente grilhões imaginários; e a poesia em oportunidades várias, alheia a nossa vontade, por si só adstringe os momentos...

meu abraço caRIOca!


Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 02/08/2023 22:11  Atualizado: 02/08/2023 22:15
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1896
Online!
 Re: Contracorrente
"...É uma crença que a luz apagada
me ensinou..."

Com estes versos entrei no jogo.
Há palavras ("fio de letras") que juntas podem definir o belo.

E, apesar da melancolia, não há resignação.
Contracorrente é mesmo o acto mais puro de luta, de infrigir o sistema, de mudar o que tem de ser mudado.

O sujeito poético tem essa ferramenta, que introduz o poema.

Há muita força na temática, mas também algum enigma que obriga o leitor à atenção.

Favorito.

Obrigado
Abraço


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 03/08/2023 05:46  Atualizado: 03/08/2023 05:46
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10422
 Re: Contracorrente
Há dias em que bate uma monotonia, é como se a alegria se fosse diluindo, e nem o sentimento mais firme nos liberta de algum vazio que sentimos.
Interpretei ao meu modo amiga, gostei de ler-te.

bom dia para ti
bjo


Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 30/11/2023 17:06  Atualizado: 30/11/2023 17:06
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1176
 Re: Contracorrente
Olá Idalia,
Sou um adepto da insubmissão. admiro a clareza e força.
Gostei muito.
Paulo