https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

" quid pro Poe"

 

pertencem.te estes sinais sozinhos
suspensos no olhar decidido
do repouso dos olhos insulados de espanto.

deverias sugerir a certos rostos
olharem sem que lhes indiques o objecto.

“ não acredites em nada do que se ouve
e em metade do que vês.” * Edgar Allan Poe

não te apoquentes
vejo na tua enigmática carranca

a saída

será sempre
crepitação aguda
estala duas vezes
cada uma em cada face
de uma tarja com um nome certo.


" An ye harm none, do what ye will "

 
Autor
HorrorisCausa
 
Texto
Data
Leituras
291
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
42 pontos
10
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sergius Dizioli
Publicado: 10/10/2023 14:48  Atualizado: 11/10/2023 22:34
Administrador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade: काठमाडौं (Nepal)
Mensagens: 2221
 Re: "quid pro Poe"
Tocar o cerne da questão, quid, poucos hão de ver. Indicar onde se deve ou não olhar é useiro daqueles que, malgrado, acham-se senhores da verdade. Tolos, eis que nem existe uma verdade, quanto mais assenhorar-se dela? Saudações.


Enviado por Tópico
benjamin
Publicado: 10/10/2023 17:39  Atualizado: 10/10/2023 17:39
Administrador
Usuário desde: 02/10/2021
Localidade:
Mensagens: 400
 Re: " quid pro Poe" p/ HC
.
Vivemos para descobrir esse enigma, do que está para além do que vemos e ouvimos.
Os sinais estão por aí, à espera de quem abrace o equívoco e aceite ir para além do certo e do errado.
Eis a dimensão da poesia.


Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 10/10/2023 17:48  Atualizado: 10/10/2023 17:54
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1868
 Re: " quid pro Poe"
Do nada, as coisas podem acidular
Sem que nada o possa fazer prever
Em olhares que não tem nada a dar
Suas águas turvas tudo podem corroer!

Só vale a pena apreciar as que são esculpidas com mãos assertivas!


Enviado por Tópico
Aline Lima
Publicado: 10/10/2023 18:37  Atualizado: 10/10/2023 18:48
Usuário desde: 02/04/2012
Localidade: Brasília- Brasil
Mensagens: 544
 Re: " quid pro Poe" para HC
Querida HorrorisCausa,

Minha amiga, fiquei impressionada com seu poema. O título em si já é intrigante e chama a atenção, e a leitura do poema só intensificou a minha curiosidade.
Gosto muito da sua habilidade em tecer palavras e imagens e dessa atmosfera enigmática que ecoa a misteriosa e envolvente escrita de Edgar Allan Poe. A referência ao autor clássico foi inteligentemente incorporada, dando ao poema uma dimensão adicional de profundidade e significado.
A maneira como você explora a comunicação e interpretação por meio do olhar e dos sinais é cativante. A citação de Poe, "Não acredites em nada do que se ouve e em metade do que vês", adiciona um toque de sabedoria e ceticismo à narrativa, nos convidando a questionar e refletir.
Meus aplausos.
Beijos.
Aline.


Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 11/10/2023 17:52  Atualizado: 11/10/2023 17:52
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1176
 Re: " quid pro Poe"
os olhos a vêm aseu modo assim como os ouvidos a escutam. Afinal quantas faces tens realidade?