Poemas : 

Caminha(dor)

 
 




Open in new window






falta menos caminho

para o fim

do que regressar

ao início



quando assim é

só nos apetece

ir de bicicleta

e não a pé



acabar com o martírio

de andar

sobre os espinhos em brasa



quero chegar a casa

e estar

com aqueles

que já chegaram

antes da hora



nestas andanças trilhadas

andeiros como eu

gostam de fazer balanços,

recordar feitos distintos

façanhas incomparáveis da alma



pouco tenho a dizer

do passado

para lá dos passos

gastos



nunca fui um grande amor

para ninguém

e os amores que tive

já se esqueceram de mim

de tão ruim

que foi

o afeto

aquinhoado

nos seus íntimos



o amor que dei

não tatua o tutano

de um único âmago



não semeou

um único coração

com pungentes

sentimentos



fui aquela água

que não matou a sede

não refrescou a carne

secou a floresta

ainda semente



por isso

olhar para trás é pecado

resta

continuar

a pisar o pisado

seguir o rasto

daqueles que passaram



afinal

o maior perigo

do caminho

é ficar parado

e recordar

sozinho

os passos

por dar







 
Autor
Andeiro
Autor
 
Texto
Data
Leituras
163
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 21/02/2024 16:34  Atualizado: 21/02/2024 16:34
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10470
 Re: Caminha(dor)
Vale sempre a pena caminhar, temos agradecer sempre um novo dia, encarar o passado que é tão nosso, e olhar o futuro conseguindo a alquimia da emoção, para conseguimos ainda da palavra, dar frutos.

Boa semana Poeta


Enviado por Tópico
Almamater
Publicado: 25/02/2024 00:21  Atualizado: 25/02/2024 00:21
Membro de honra
Usuário desde: 16/02/2021
Localidade:
Mensagens: 301
 Re: Caminha(dor) P/ Andeiro
Mesmo que o caminho esteja às escuras, todo o seu percurso é vencedor. Sabedoria, maturidade, chame-lhe o que quiser... apenas, não o deixe sem nome. Todos os caminhos são meritórios.

Sorriso de afago