Poemas : 

Escr(o)vendo

 

possuem lenços d’alma
pintam lágrimas como lua e estrelas

os cabelos invadem os sonhos
como uma bofetada de sol na realidade

amigos possuem seu próprio apocalipse
são querubins em meio a porcelana
cheio de fins macios

permita morrer só um pouquinho em seu colo
dizer palavras
só pra ouvir suas sobrancelhas

sorrir todas as tristezas
deitar as coisas boas
como quem convida Deus
para dormir em casa

pois dói-me tudo que lhe dói
dói-me o mundo duas vezes





Vania Lopez


Devo confessar que sou o contrário, meus passos seguem em contrário.
Sou uma pessoa inquieta, vou onde meu vento me leva. Artista Plástica e escritora, as vezes sem saber se pintoraqueescreve ou escritoraquepinta...
Procuro por algo, mas a intenção n...

 
Autor
Vania Lopez
 
Texto
Data
Leituras
104
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
2
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 12/05/2024 07:55  Atualizado: 12/05/2024 07:55
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10532
 Re: Escr(o)vendo
Escreves duma maneira surpreendente, tanta beleza, boas metáforas, boa adjectivação, é sempre um prazer ler-te.

Desejo de coração que sejas feliz.
Um fraterno abraço.