https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Conto às vezes

 
Tags:  poema    conto  
 
Ás vezes conto um poema
para não contar histórias
De contos à conta de temas
De poemas ás memórias

Vou do milionésimo supra nada
Ao ínfimo ano-luz do nado
Conto e reconto fado a fada
A cantar um conto passado

E o conto feito poesia
Conta o conto do sentir
Com tal amor e sabedoria
Que nos conta o porvir

Um poema é sempre conto
De mensagem e bem dizer
Contado pelo poeta tonto
Nalgumas palavras a doer


Poema dedicatória aos companheiros de armas:

Zé Torres e Flávio que muito me (nos) tem contado.


O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente

Livros:

Quase um Livro:
www.rodinha26.blogtok.com
Coisas da escrita:
www.avkd.blogtok.com
Um tratado:
www.gov.blogtok.com

Projectos Web:
Um Portal:
ww...

 
Autor
JSL
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1450
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
11
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 06/12/2007 23:23  Atualizado: 06/12/2007 23:23
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Conto às vezes
é pena só contares às vezes... de certeza que tens muito para contar...

beijos

Tália


Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 06/12/2007 23:29  Atualizado: 06/12/2007 23:29
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Conto às vezes
Excelente! Se é uma dedicatória bem podes receber os abraços e agradecimentos. Excelente! Este caiu-me no goto.

Valdevinoxis

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/12/2007 23:45  Atualizado: 06/12/2007 23:45
 Re: Conto às vezes
Dizes que não escreves e eu sei disso, porque sou teu amigo e temos como paragem a palavra, de um autocarro a que chegamos sempre a tempo, mesmo depois de já ter partido.
Encontro-me contigo por tudo e por nada. E quando é por nada, ainda vale mais que tudo.
Vale porque somos o que somos, espécie de gente que não tira bilhete para coisa alguma.
Por isso, porque estamos onde não estamos e sentimos o que sentimos, escrevemos mesmo quando não escrevemos, e somos o que contamos.
Zé do meu poema, alma em nós não é coisa pequena.
Pago eu o próximo, antes.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/12/2007 03:06  Atualizado: 07/12/2007 03:06
 Re: Conto às vezes
AMIGO POETA VOCÊ CONTA AS VEZES MAS QUANDO CONTA CONTA COM IMENSA IMAGINÇÃO E ESPIRISTO DE SENTIDO MUITO APURADO. COMO SEMPRE GOSTEI D ELER SUAS OBRAS QUE AS ACHOU PERFEITAS.

Enviado por Tópico
los
Publicado: 07/12/2007 13:54  Atualizado: 07/12/2007 15:11
Da casa!
Usuário desde: 01/07/2007
Localidade: Minho
Mensagens: 311
 Re: Conto às vezes
Muito me contas e conta comigo, "nalgumas palavras sempre.

Beijos Amar.

Enviado por Tópico
goretidias
Publicado: 28/12/2007 21:56  Atualizado: 28/12/2007 21:56
Colaborador
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 1237
 Re: Conto às vezes
Então, continua contando...
Lindo!
Um abraço

Enviado por Tópico
Ibernise
Publicado: 05/02/2008 00:34  Atualizado: 05/02/2008 00:34
Colaborador
Usuário desde: 04/10/2007
Localidade: Indiara(GO)
Mensagens: 1460
 Re: Conto às vezes
Caro JSL.
Seu belo poema " Conto às Vezes" verbaliza num domínio perfeito do jogo palavras resultando em significantes ambíguos e contando sobre uma trajetória perfeita que finaliza com refrigério bem humorado. Adorei! Parabéns!Poeta amigo JSL.By. Ibernise

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/02/2008 15:59  Atualizado: 23/02/2008 15:59
 Re: Conto às vezes
José,

Gostei imenso deste teu poema com quadras bem rimadas.O conteúdo e maravilhoso jogo de palavras demonstra o domínio que tu tens sobre elas.

Bjins meus, Betha.

Enviado por Tópico
cleo moreno
Publicado: 12/09/2008 16:12  Atualizado: 12/09/2008 16:12
Muito Participativo
Usuário desde: 17/01/2008
Localidade:
Mensagens: 69
 Re: Conto às vezes
Sim, sempre contamos histórias sublimadas em poemas, traduzindo alegrias e pesares...
Parabens ,por tão bem interpretar-nos!
Obrigada.