Poemas : 

Ninguém nem nada

 
-
é do cheiro das maçãs podres cruas
obriga órfãos a compor pereiras
enche no mato as mulheres nuas
soprando balões em tristes trincheiras

toma-se o soro do padre nas beiras
engole-se o suco são do diabo
cura-se do destino sem maneiras
fazendo crescer caudas num só lado

na anatomia aforme vê-se o prado
o chão é da terra terrena fixa
por ninguém nem nada ainda pisado
ou não fosse ele coisa de clarissa

é dos grandes o reino de ouro azul
dos outros o resto, visto de sul

















I got that feeling
That bad feeling that you don't know
(Massive Attack)

 
Autor
Beatrix
Autor
 
Texto
Data
Leituras
187
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
6
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 27/05/2024 12:41  Atualizado: 27/05/2024 12:41
Membro de honra
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11092
 Re: Ninguém nem nada
Beatrix

Interventivo e dir-se-ia assertivo.

Bela composição poética.

Bj
Nanda


Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 27/05/2024 12:57  Atualizado: 27/05/2024 12:57
Membro de honra
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1580
 Re: Ninguém nem nada
Beatrix, seu poema ao deleite do "space song", nos leva em uma viagem de ficção de amor, no anseio de voltar e encontrar aquele amor no mesmo lugar-, belíssimo poema e sua dica de música para completar o enredo-, abraço.


Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 27/05/2024 17:10  Atualizado: 27/05/2024 17:10
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1974
 Re: Ninguém nem nada
Olá, Beatrix

Ninguém nem nada nos pode deter
Na força do amor, vamos prosseguir
No abraço da vida, juntos a viver
No vazio do mundo, vamos resistir!

Ninguém pode conter a força de um espírito determinado. Dentro de cada um reside uma centelha de resistência, uma chama que se recusa ser apagada. O verdadeiro poder vem de dentro, é um grito de liberdade, uma declaração de autonomia frente às pressões do mundo. Só com persistência e determinação poderão (levar a carta a Garcia!) para que as trincheiras virem jardins floridos!

Cordiais saudações

Alpha