Poemas : 

SOU UM NADA INFINITO (poema sem "e")

 
Tags:  nada      
 


Não sou nada
Sou músculo
Sou água
Sou pó agrupado
Com alma
Adjudicada

Não possuo nada
Não há corpo
Só fachada
Pó fui
Pó sou
Substância apagada

Não sou nada
Sou a prazo
Massa com data marcada
Mas sou alma farta
Sou grito
Vida na história do nada
Aí... sim!
Sou infinito!


 
Autor
AlexandreCosta
 
Texto
Data
Leituras
80
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 30/05/2024 16:15  Atualizado: 30/05/2024 16:15
Membro de honra
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1580
 Re: SOU UM NADA INFINITO (poema sem "e")
AlexandreCosta, BELO POETA, COMO DIZIA UM SAUDOSO POETA DE NOSSO GRUPO,- BELA CONSTRUÇÃO POÉTICA MEU NOBRE, ABRAÇO.