Poemas : 

No Limiar do Umbral

 
Ando descalça pelo mundo, com os olhos nublados,
tropeçando no silêncio em passos que não ressoam.
No umbral em que se entrelaçam luz e sombra,
sem rumo, sem rimas, em meio aos sussurros das palavras mortas,
que contam de trás pra frente, numa língua do avesso,
uma história de penumbra, não do começo,
mas de onde tudo termina.
Na inutilidade das horas, a insignificância dos dias em fuga,
a existência suspensa na esperança que espreita e apavora.
Sentir por todo canto, o encanto, com a alma em queda
na eterna dúvida de um coração ainda vivo.

 
Autor
Aline Lima
 
Texto
Data
Leituras
181
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
3
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
CarlosCorrea
Publicado: 23/06/2024 04:42  Atualizado: 23/06/2024 04:42
Super Participativo
Usuário desde: 02/03/2024
Localidade:
Mensagens: 148
 Re: No Limiar do Umbral
meus aplausos Aline por esse belo texto. Fica com Deus


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 03/07/2024 00:42  Atualizado: 03/07/2024 00:42
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: No Limiar do Umbral
Tantas vezes me sinto um paraíso no abismo. Você conseguiu aflorar os nadas que temos. Suavemente falas de tudo, rasga o silêncio das coisas. Perfeito. Bjs