https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

quem é "ela"?

 
Não sei quando começou, entretanto, sei que não acabou.
Lembro-me que a vi pela primeira vez através de um parabrisa molhado. Era noite, início de uma noite, e eu, como em tantas outras noites estava só dentro daquele automóvel parado debaixo da árvore em frente a casa.
A chuva fina, uma garoa na verdade, trazia um desejo tão grande de não estar só.
O rádio ligado parecia entender o que estava sentindo naquele momento e aproveitava-se muito bem disso.
Apesar daquela solidão, e quem sabe ainda uma certa dose de depressão, eu conseguia entender o que tentava dizer meu coração.
Foi naquele instante que a vi através do parabrisa molhado.
Aquela foi possivelmente a primeira vez em que me lembro de tê-la visto.
Linda..., penso que não saberia encontrar adjetivos que lhe fizessem jus à majestade, ou à elegância, à beleza, à delicadeza...
e da mesma forma que surgiu, sumiu.
"Ela", não poderia estar lá. Não sei.
Sei que "ela" tem me acompanhado desde então.
Não conheço seu nome, não vi seu olhar, mas sei que era lindo, como eram lindos seus cabelos, seus seios, seu corpo, seu sorriso...
sua voz... como era doce sua voz.
E além disso dizia tudo o que eu sempre quis ouvir. Sempre diz.
Nas noites frias me visita e aquece meus sonhos, nas noites quentes é o frescor de uma brisa suave a lamber minhas costas enquanto durmo.
Algumas vezes sua presença faz meu corpo levitar e sinto seu abraço como se estivesse a flutuar sobre a alcova numa sensação maravilhosa de prazer.
Pena que nunca tenha visto sua face.
Não conheço seu rosto. Sei que é lindo, como são lindos seus olhos, seus dentes, sua boca... e seu amor.
Sim "ela" me ama. Não a conheço mas sei que me ama.
"Ela", doce ilusão viva que pensei ter encontrado inúmeras vezes num olhar.
"Ela" a quem confesso, e que ao dobrar tantas esquinas imaginei ter visto.
"ELa", que é a causa e inspiração de tantas palavras, textos, poemas e canções.
"Ela", que está aqui e que tantos ciúmes causa.
"Ela", que nunca foi beijada antes que por mim.
"Ela", que não conhece o amor que não seja o meu.
"Ela", que só recebe o meu abraço.
"Ela", que é só minha.
"Ela", que nunca será beijada além de mim.
"Ela", que não poderia mesmo ser real.
"Ela", que me sopra estas palavras sobre ela.
...que ainda voltará...
...embalada por uma canção,
...encantada pelos ventos,
...nas pétalas das primeiras flores da primavera,
...nas gotas da chuva do próximo verão,
...no canto dos pássaros,
...no tombo do mar,
...sobre a pedra na encosta,
...mas voltará. É certo.
...minha ins_piração.

 
Autor
rascunhomusical
 
Texto
Data
Leituras
1003
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.