https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

ANDO, ANDO...

 
ANDO, ANDO...


Ando, ando...
Apenas ouço os prédios
Mergulharem no asfalto
E a voz das estrelas longe, longe...

O silencio vagueia
Nos músculos do sorriso
Nas pétalas no jardim...

Portas, janelas não se abrem
Apenas invisíveis passos na estrada
Que separa eu de mim

Sofrimentos, decepções...
E um destino modificado
Pelo o sopro do vento

O vento venta demasiadamente
Quem dera a felicidade
Não se expulsasse do coração sobrevivente

E que a pudesse dormi tranqüila
Com o canto dos passarinhos.

ALBERT ARAÚJO
28-07-08

 
Autor
ALBERT ARAUJO
 
Texto
Data
Leituras
575
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 28/07/2008 16:21  Atualizado: 28/07/2008 16:21
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: ANDO, ANDO...
UMA POÉTICA EXISTENCIALISTA DAS MELHORES. GOSTEI. BEIJOS