https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Favo de mel

 
Tags:  mundo    mel    fel    flore  
 


Quando era criança sonhava acordado
Sonhos tão lindos como uma quimera
O mundo era sempre um palco dourado
A vida era como o jardim na primavera

Brincava de cedinho até terminar o dia
Tudo era poesia e cheirava como a flor
Nunca havia tristeza, somente alegria
Não se pensava no mal, não havia dor

Quando completei os meus quinze anos
Para a vida levar eu tinha bons planos
Pra mim este mundo era um favo de mel

Mas o tempo correu e eu vi a realidade
Aí compreendi que no mundo de vaidade
As vezes a vida é amarga como a fel.

jmd-Maringá, 31.08.08


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
1194
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.