https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Mago do Amor

 
Mago do Amor
 
Ah ! Se tu estivesses perto ...

Se tu estivesses junto ! ...
Sentirias meu corpo desperto ...
Contorcendo-se a buscar, a procurar ...
E, não encontrar ! ...
Quilômetros de distância ...

Ah ! ... como apagar esta ânsia ? ...
Me enrosco, me abraço ...
Na pele sinto que algo me falta ! ...
Quem sabe um mago ? ...
O Mago do Amor !

Seu nome ? Não sei ...

Me descobriu de mansinho,
Adentrou na minha vida de fininho ...
Como quem nada quer, foi se apossando ...
Nada perguntando, foi pegando ...
Sem sentir, eu estava amando ! ...
Que estranho este tímido mago do amor,
Seu nome ? Não sei ...

De mansinho, envolvendo, se chegando ...
Sem pedir, foi conquistando amor, carinhos...
Sem ouvir o pedir, mas sentindo o querer,
O querer profundo de nossos corpos ...
Me abro, me desnudo, me entrego,
Num grande estremecer ...
E eu estremecendo, amando, durmo feliz !

Ah ! Mago do Amor...

Seu nome ? Não sei ...



(Para todos um bom e feliz fim de semana...)


Abílio Pereira







 
Autor
Abílio_Pereira
 
Texto
Data
Leituras
1161
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 12/09/2008 12:49  Atualizado: 12/09/2008 12:49
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: Mago do Amor
Romantismo á flor da pele, num poema muito bonito onde transparece uma grande sensibilidade.

Gostei muito!

Bjs

Luisa Raposo