https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Destinos

 
Tags:  vida  
 
A vida é feita de perigosas e clandestinas emoções
sem pedidos de ajuda num qualquer apelo.
Somos clones da mesma face, mais barata para disfarçar e mais fácil de imitar, com um voraz espiríto que se alimenta da tristeza, que aniquila a mais simples forma de humanismo.
Mas apesar disso, a magnâmia chama do poeta continua acesa.

Perdemos o sentido e a fé, jurando aos diabo que praticaremos o mal em troca da espiação dos nossos pecados e revendamos palavras em pessoais versões de malabarismo cinético na manipulação da verdade.
Embora a ascenção do poeta nunca tenha fim.

O crime foi pensar que estava livre nesta democracia, mas fui logo persuadido pois podia podia provocar uma revolução.
E seguro o globo com ar pensativo e uma melâncolia ao saber que o meu gênio traz a solidão, nos meus braços amparada.

 
Autor
deep felling
 
Texto
Data
Leituras
577
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/09/2008 15:37  Atualizado: 12/09/2008 15:38
 Re: Destinos
Acredito que o ser humano sempre faz algo pra se defender, através de subterfúgios revestidos de uma impecável máscara. E quem dá a cara para bater neste contexto? os que deram a cara pra bater foram mortos por seus ideais...revoluções sempre resultaram naqueles que sobreviveram pra contar o que aconteceu...e segurando o globo, fico pensando no seu eixo vazio do próprio planeta...

Gostei muito de ler vc...

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/09/2008 21:03  Atualizado: 12/09/2008 21:03
 Re: Destinos
Muito profundo... Muito directo... Talvez demasiado verdadeiro para certas pessoas querem ler... No fundo é sempre poesia!