https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

SOZINHO NA RUA

 
Há dias assim,
dias em que quero
andar sozinho
nas ruas:
onde caminha a multidão,
amparado apenas
pela minha sombra
que nunca me abandona
(mesmo que por vezes adormeça).
Não é gente
que murmura
a vida de alguém
da gente que vai e vem.
Apenas a minha sombra,
assim nua,
passando uma a uma
cada pessoa que continua
e o meu corpo calmo
se despe na rua
e embate na
na sombra que é tua
é lá vou eu
assim
sozinho na rua.



Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
622
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 24/09/2008 17:35  Atualizado: 24/09/2008 17:35
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: SOZINHO NA RUA
Jorge,
Por vezes o nosso corpo deambula pelas ruas, cruza-se com as pessoas e ainda assim nós vamos sozinhos.
Tenho desses dias, amigo
Bjs
nanda