https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

Eco de um choro...

 
Tristemente belo
É assim que te leio
É assim que te sinto
Mergulhado no teu mundo
Onde o negro da noite
É o teu refúgio
Onde o silêncio
Te habita
E se te entranha na pele

Essas sombras que deambulam
Pelos recantos do teu sentir
São os seres horrendos
Impiedosos
Que te impelem a escrever
E tu
Cego de amor...
Segues os seus conselhos
Pisando o tempo
Chorando palavras
Ensanguentadas de dor

Escrevendo...
Para não morrer!



Open in new window


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

Este pequeno poema foi inspirado num outro que li de um amigo meu da blogosfera e que deixo aqui também, para que se perceba o contexto...


choro,
no silêncio das palavras
no silêncio dos lençóis,
quando o mundo adormece…
e eu me mantenho no pedestal das insónias

varro o ar,
cansado de sentir o que sinto.
de olhar para o que vejo…
deixa que te diga. estou cansado
de te sentir neste vazio do coração
que me afoga de tão cheio

ouço o mundo dizer
ouço a cidade falar…
quando só queria ouvir a tua voz…
oceano que me faz navegar
num mar de emoções
que agora são trambolhões
que teimo não querendo…
a cair uma e outra vez.
porque o não relembrar-te, é tão difícil
como o deixar de sentir o que sinto.
como o vento que me acaricia
numa tempestade que não me afecta
porque estou perdido nos pensamentos
que me avassalam. tentando não pensar…

e caiem-me lágrimas quando menos espero
e tu… pano de fundo!



Bruno Ribeiro


http://baraujo.blogspot.com/2008/09/choro.html
 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1180
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
17
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 29/09/2008 18:21  Atualizado: 29/09/2008 18:21
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Eco de um choro...p/ cleo
Querida Cleo

Que poema triste, mas com tanto significado
li, reli e me encantei com teus versos...
este final está marcante...adorei

Pisando o tempo
Chorando palavras
Ensanguentadas de dor

Escrevendo...
Para não morrer!

beijinhos no coração

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/09/2008 18:57  Atualizado: 29/09/2008 18:57
 Re: Eco de um choro...
"Escrevendo...
Para não morrer!"

Triste e forte... Lendo o texto do seu amigo Bruno, percebe-se a sua mensagem e a tem-se noção da sua grande sensibilidade. Aposto que ele vai adorar esta "atenção" que lhe fez.
Beijinho!

Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 29/09/2008 18:57  Atualizado: 29/09/2008 18:57
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: Eco de um choro...
Que coisa mais linda, sabes o quanto gosto de poemas tristes e este está notal mil. Beijos!

Enviado por Tópico
jaber
Publicado: 29/09/2008 19:03  Atualizado: 29/09/2008 19:03
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 2802
 Re: Eco de um choro...
Se o poeta é um fingidor está muito bem conseguido, se não é, o Bruno está num dilema dilacerante. Quanto a ti (si) minha cara Cleo remataste de forma magistral. "Para não morrer" e para não deixar de pensar porque o seu dilema(do Bruno) o impele a isso.
Sou novo por aqui e só te conheci (os teus escritos) quando foste nomeada Luso do mês, a minha curiosidade como sempre não me defraudou, quando me fez lêr os teus posts.

Um beijo e parabéns (atrasados, mas olha é o que se pode arranjar)

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 29/09/2008 19:16  Atualizado: 29/09/2008 19:16
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Eco de um choro...
O seu poema,Cleo, inspirado no do seu amigo,
ganha a beleza habitual que reside na sua poesia.
Este é particularmente tocante...
Beijinho
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 29/09/2008 19:47  Atualizado: 29/09/2008 19:47
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
 Re: Eco de um choro...
Poema triste, comovente e sincéro.
Adorei particularmente a parte final do poema. Lindo Cleo

Parabéns

bjs poetisa
A. da fonseca

Enviado por Tópico
MagnoRobertoAlmeida
Publicado: 29/09/2008 20:30  Atualizado: 29/09/2008 20:30
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2007
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 567
 Re: Eco de um choro...
Belíssimo o poema que te inspirou!
Belíssimo o poema fruto da inspiração!
Belíssima a música de fundo!
Gostei de ler-te, acho que pela primeira vez. Voltarei, com certeza.

Abraços poéticos de muita Paz, Alegria e belas inspirações.

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 29/09/2008 21:14  Atualizado: 29/09/2008 21:14
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Eco de um choro...
Belo, conciso, triste...mas profundo.

Bjos flor.
Open in new window

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 29/09/2008 21:54  Atualizado: 29/09/2008 21:54
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Eco de um choro...
dois poemas muito bons.sabes que o teu podia ser entregue a alguém que escreve assim como descreves?
pois é há mais tristeza neste mar das palavras
beijo luz

Enviado por Tópico
baraujo
Publicado: 29/09/2008 22:07  Atualizado: 29/09/2008 22:11
Novo Membro
Usuário desde: 29/09/2008
Localidade:
Mensagens: 10
 Re: Eco de um choro...
fico sem reacção! e a resposta surge no sorriso que esboço no mapa do rosto e o brilho no olhar de surpreendido que estou! desde o primeiro momento que li este teu texto que fiquei fascinado... foi uma resposta? talvez, foi um abrir a cortina? porque não... apenas e somente.. fiquei sem reacção...

é uma enorme surpresa este gesto, não me poderia manter num qualquer meu silêncio, entre tantos outros... só posso agradecer! a música... bem... essa tu [talvez] saibas o que poderia dizer sobre ela... apenas digo que me envolve como um lençol de ar!

beijo terno

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 29/09/2008 23:40  Atualizado: 29/09/2008 23:40
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Eco de um choro...
Tristemente belo... e sem mais palavras Cleo.
Este foi forte...

Beijo

Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 30/09/2008 23:16  Atualizado: 30/09/2008 23:16
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: Eco de um choro...
Cleo,
Eu aprecio bastante a beleza de um poema triste, eset ficou lindo, inspirida noutro também lindo e profundo como o seu,
Meus parabéns

Beijinhos


Luisa Raposo

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 01/10/2008 18:20  Atualizado: 01/10/2008 18:20
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Eco de um choro...
Tudo isto "é tristemente belo"...incomparavável.
Ainda há pouco comentei uma obra da Diana Correia (autora das melhores que por aqui encontro) e disse-lhe que só lhe encontrava equiparação na Cleo. Mas a Cleo vai lá mais acima... é muito especial.
Não tenho mais palavras, ao lê-la parece que não estou cá...flutuo. Extraordinário(Não tenho ido tanto aos "Impulsos" como gostaria, tenho andado nesta novidade, observando e escrevendo qualquer coisa...e o tempo disponível não é muito). Mas tudo que tenho lido vindo de si é soberbo.
Não digo mais...
Beijinho

Enviado por Tópico
Noite
Publicado: 02/10/2008 17:49  Atualizado: 02/10/2008 17:49
Muito Participativo
Usuário desde: 24/10/2007
Localidade:
Mensagens: 52
 Re: Eco de um choro...
Por vezes é preciso escrever para não morrer, fantástica inspiração!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/10/2008 01:49  Atualizado: 05/10/2008 01:49
 Re: Eco de um choro...
Cleo, você deu conotação própria ao poema e ficou lindo.

Beijos
Ulysses

(Cleo continuo gamado no seu avatar)

Enviado por Tópico
Andy
Publicado: 06/10/2008 10:55  Atualizado: 06/10/2008 10:55
Colaborador
Usuário desde: 01/08/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2165
 Re: Eco de um choro... p/ Cleo
..."vestiste-te" de tristeza alheia, como se fora a tua própria tristeza (sentimento nobre!!) e escreveste um poema sublime!

Parabéns!


beijinho!

Enviado por Tópico
fogomaduro
Publicado: 06/10/2008 12:11  Atualizado: 06/10/2008 12:11
Colaborador
Usuário desde: 06/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1478
 Re: Eco de um choro...
Lágrimas


Quando as lágrimas silentes
afogam o nosso rosto,
e nos ferram como dentes,
ou embriagam o mosto,

são as lágrimas do tempo,
ou sei lá, da solidão,
arrastadas pelo o vento
pra cair no coração.

Domingos da Mota


Belos o poema e o contexto.

DM