https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Visita indesejada

 
Visita indesejada
 
De repente a noite cai
A saudade bate desesperadamente em minha porta
Ela implora para entrar
Quer me fazer companhia em teu lugar
Mas eu insisto em não recebê-la
Disfarço e tento não perceber
Que a saudade insistentemente quer se aproximar
Procuro me esconder
Mas aonde quer que eu vá
Encontro lembranças tuas
E mais uma vez ouço o grito da saudade,
Cada vez mais furiosa
Não tem jeito, ela é mais forte
E mais uma vez conseguiu me vencer
Chegou querendo ficar
Eu já sei que terei mais uma noite escura e fria
Sem teu amor
Sem alegria
As horas passam
O sono não vem
A visita indesejada observa meu rosto banhado em lágrimas
Lágrimas provocadas pela saudade
Ou, sinônimo da ausência tua.






Maria Liberdade

 
Autor
MariaLiberdade
 
Texto
Data
Leituras
1170
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
deusaii
Publicado: 20/10/2008 15:34  Atualizado: 20/10/2008 15:34
Super Participativo
Usuário desde: 08/10/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 174
 Re: Visita indesejada
lindo... simplesmente divinal... adiciono aos favoritos, porque em identifico com ele.

Enviado por Tópico
GracieleGessner
Publicado: 20/10/2008 15:45  Atualizado: 20/10/2008 15:45
Muito Participativo
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: TIMBÓ - Santa Catarina - BRASIL
Mensagens: 66
 Graciele Gessner p/ Maria Liberdade
Olá, Maria Liberdade!
Parabéns por tão belos versos, escritos com valiosas sensações do que é a saudade, um momento, as lágrimas que se denotam... Perfeito!

Abraço gracioso, Graciele.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/11/2008 01:35  Atualizado: 14/11/2008 01:35
 Re: Visita indesejada
Como gosto muito de pessoas e amo a maior parte, sofro com a saudade. Se gosto muito e me despeço, logo a seguir nasce em mim a saudade.
Para mim é um sentimento muito forte.
Superei há onze anos a partida para viagem necessária do meu filho João (o mais velho) mas não supero a saudade!

Beijinhos