https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

REINCIDÊNCIAS

 

E ele sempre volta,
assim se desculpando...
pedindo licença ao instante
que se mostra impaciente ...
ele volta sempre assim,
olhando ao redor...
um passo à frente,
outro em recuo,
e finalmente aí está,
como recém-nascido
para a mesma velha vida,
lagarto que expõe o
corpo ao sol,
a paisagem incrustada
em sua memória instintiva,
com seus sinais de alerta;
urubu pousado no moirão
esperando alçar o vôo,
sabendo de cor
as ciladas em que cairá,
e mesmo assim exposto,
dará sempre um primeiro
passo,
enquanto sua natureza
de bicho- homem estiver
desperta.
Pois viver é mesmo
essa grande reincidência,
esperança mal contida,
medo, arrogância, ternura,
grito ecoando até silenciar
a última nota ...

 
Autor
tania orsi vargas
 
Texto
Data
Leituras
720
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ailtoninweb
Publicado: 27/10/2008 03:35  Atualizado: 27/10/2008 03:35
Da casa!
Usuário desde: 02/08/2008
Localidade: Rio de Janeiro - Brasil
Mensagens: 203
 Re: REINCIDÊNCIAS
Bela reflexão, Tania.

Na vida, só ama quem tenta.
Pois o amor é mesmo assim:
Com sabor de pitanga com hortelã-pimenta.

Abraço,

Ailton

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 27/10/2008 07:23  Atualizado: 27/10/2008 07:23
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3404
 Re: REINCIDÊNCIAS
Tânia!... que prazer te encontrar aqui...
...a vida é um eterno ciclo de reincidências... e a cada queda, a cada recomeço... será que nos serve a experiência??... É que as pedras são sempre diferentes, as mãos que nos erguem, sempre vestidas de nova esperança... (Sempre profundos e nossos, os seus textos...) Beijo!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/10/2008 07:57  Atualizado: 27/10/2008 07:57
 Re: REINCIDÊNCIAS
Minha querida Tânia, bom te ver por aqui no Luso, seu poema está lindo demais, de uma clareza enorme das vivências da vida e seus pormenores. Adorei te ver, adorei te ler. Que meu abraço encontre o teu sorriso.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/10/2008 15:25  Atualizado: 27/10/2008 15:25
 Re: REINCIDÊNCIAS
Menina Tãnia,
Entendi e solvi um a um dos teus versos.Ah, amiga, conjugamos em todos os tempos e modos o verbo reincidir!O coração é teimoso por demais!
Carinho e bjins, Betha.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/11/2008 07:31  Atualizado: 02/11/2008 07:31
 Re: REINCIDÊNCIAS
Tânia,

achei o poema uma maravilha...

"Um passo à frente,
outro em recuo,
e aí está,
como recém-nascido..." É mesmo assim...

Beijos

Ulysses