https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

um gato no telhado

 
repousado,
na cumeeira de um telhado
olhando
e desfrutando
breves miares ao luar
breves melodias pelo ar
que varrem esta cidade
perdida entre outras cidades…
gostava de estar aí sentado
nessa cumeeira
beijada pela lua
gostava de escutar nesse lugar
os sons desta cidade viva
escondido por entre os ramos da noite
e cantar,
com uma guitarra nas mãos
qualquer coisa sonante
ou uma qualquer balada…
mas não sou sequer ágil
para estar sentado
nessa cumeeira ao luar
nem tão pouco ágil
para despontar acordes
desta guitarra sem cordas…

Bruno Ribeiro
PMS. 5.Julho. 008

in baraujo.blogspot.com

 
Autor
baraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3036
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 25/11/2008 12:29  Atualizado: 25/11/2008 12:29
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: um gato no telhado
a tua mente é mais ágil do que a de qualquer gato e tens música dentro de ti.quanto a ver as coisas de cima,nem precisas de um telhado...és perfeitamente capaz de reter e de desfrutar os grandes e breves instantes poéticos da vida e da natureza.
usa bem o teu dom e continua a partilha-lo...é um prazer ler-te!
festinhas no gatinho-miau

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 25/11/2008 12:35  Atualizado: 25/11/2008 12:35
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: um gato no telhado
Mas possui uma agilidade tamanha no teor da escrita e na arte de bem poetar.
Riquíssimo poema.

Um abraço