https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

na terra húmida caminhei com os pés atados

 
na terra húmida caminhei com os pés atados
 
na terra húmida caminhei com os pés atados
no monte, entre estevas, me perdi
não tive medo do dia nem da noite
e senti a chuva de um poema faminto
ao longe escutei a coruja e um rato
lutando não sei que lua ou sol do amanhecer
dei a mão a uma estrela escondida entre as nuvens
e adormeci num sono tranquilo
e o medo de dormir vigilante saiu de mim.


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1057
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
11
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 13/01/2009 21:03  Atualizado: 13/01/2009 21:03
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Jorge,

Poema comovente, de uma densidade lírica, mágico como tua alma. Adorei.

Parabéns poeta,

Fhatima

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 13/01/2009 21:10  Atualizado: 13/01/2009 21:10
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Jorge para além do lirismo,
da beleza e sensibilidade que
emprestas às tuas palavras, fazes
o eterno jogo de palavras que tanto me
seduzem quando leio um colega.
Parabéns! Uma vez mais criaste beleza!
Bj
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 13/01/2009 21:14  Atualizado: 13/01/2009 21:14
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Um caminhar de sentimentos numa mistura sonho e realidade...
Jinho

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 13/01/2009 21:49  Atualizado: 13/01/2009 21:49
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
"e senti a chuva de um poema faminto"

Um verso genial! E o poema é, na totalidade, excelente

Beijinhos

Enviado por Tópico
ONOVOPOETA
Publicado: 13/01/2009 22:31  Atualizado: 13/01/2009 22:31
Da casa!
Usuário desde: 20/10/2008
Localidade:
Mensagens: 232
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
ainda bem que o medo saiu, gostei do li amigo, parabéns.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 13/01/2009 23:09  Atualizado: 13/01/2009 23:09
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Jorge querido amigo

"dei a mão a uma estrela escondida entre as nuvens
e adormeci num sono tranquilo"

Que delícia de poesia...Parabéns poeta

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/01/2009 00:09  Atualizado: 14/01/2009 00:09
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Uma vida entre dois mundos, e a estrela vigia os teus medos...


Lindo

Beijo

Dolores

Enviado por Tópico
AlmaReveladora
Publicado: 14/01/2009 00:45  Atualizado: 14/01/2009 00:45
Super Participativo
Usuário desde: 27/11/2008
Localidade:
Mensagens: 167
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Abrace com brilhante asas de luz
Para o mundo que vai se abrindo

bjs Poeta


Open in new window

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 14/01/2009 01:47  Atualizado: 14/01/2009 01:49
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Os sons da noite que trazem o medo e a luta...é sempre bom ter uma estrela escondida, para dar a mão...adorei!

jinhos doces

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/01/2009 10:11  Atualizado: 14/01/2009 10:11
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Bom dia hoje deixo um comentário diferente, talvez porque hoje é um dia especial...

Saudades...

Fernando Pessoa
"Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar quem sabe...

Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens... Aí os dias vão passar, meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro.

Vamos nos perder no tempo... Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão?
Quem são aquelas pessoas? Diremos... Que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto.. . nos reuniremos para um ultimo adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos.

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado.

E nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades seja a causa de grandes tempestades. ..

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"


Beijo
ConceiçãoB

Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 14/01/2009 11:55  Atualizado: 14/01/2009 11:55
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: na terra húmida caminhei com os pés atados
Nos recantos do sonho existe a estrela que nos ilumina os anseios , beijinhos