https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

No centro de mim

 
No centro desta alma desacordada
fecham-se as portas da minha janela.
Não digas absolutamente nada, nada...
a fome que tenho de ti é amarela.

De angústias tenho a vida pintada
e o frio não se importa em me levar.
Quando eu penso que já não tenho nada
ainda tenho muito e tudo para aclamar.

No centro daquela rubra parede caiada
está o meu coração um tanto rabiscado.
A minha alma mais do que desmaiada
está sentada num banco oco e cansado!
 
Autor
Tytta
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2859
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 17/02/2009 20:43  Atualizado: 17/02/2009 20:43
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: No centro de mim
Faz muito sentido. Adorei em especial os dois últimos versos que juntos formam uma figura fantástica. Beijinho

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 17/02/2009 21:17  Atualizado: 17/02/2009 21:17
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2301
 Re: No centro de mim
Tytta

Que podemos fazer pela nossa alma?

Abraço

Trigo

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 18/02/2009 02:33  Atualizado: 18/02/2009 02:33
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: No centro de mim p/ Tytta
Oi minha querida amiga

Quanto tempo, saudade de você

Muito triste e belo seu poema
Parabéns

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
glp
Publicado: 07/04/2009 11:40  Atualizado: 07/04/2009 11:40
Da casa!
Usuário desde: 26/02/2007
Localidade: Belas
Mensagens: 464
 Re: No centro de mim
Gostei, Tytta.

Beijinhos