https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Fingimento

 
Eu quero atirar-me numa poça de lama
mais limpa do que eu.
Eu quero saltar para o fundo de um fosso
mais baixo do que eu.

Todas as mentiras que eu te disse
foram por vergonha de ser quem sou.
Mas eu nunca te quis magoar.
Acredita, nunca te quis ver chorar.

Dói tanto saber que estás tão longe
e que não ouves o que tenho para dizer.
Dói saber o quanto te fiz sofrer,
que nunca mais te vou ver.

Eu posso fingir que está tudo bem
e que as lágrimas não me incomodam,
mas não consigo viver sem ti
nem com a dor que te causei.
 
Autor
Tytta
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3021
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 09/04/2009 14:52  Atualizado: 09/04/2009 14:52
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Fingimento
Reconhecer o erro e perdir perdão / é franquear as portas do coração. Pazcoa Feliz. Um abraço! Abílio.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/04/2009 19:47  Atualizado: 09/04/2009 19:47
 Re: Fingimento
Um poema sofrido mas que traz com ele uma pessoa de quem gosto.
Beijos Tytta, espero que esteja tudo bem contigo.