https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Amor : 

Carta aos afagos do Vento

 
Tags:  amor    vento    distância    carta    vfs    afagos  
 
Minha Querida,

Encurvo-me perante o silêncio do mar.

Olho para o horizonte e entrego-me à linha do destino.
Por vezes, a geografia é uma esquina escondida. Pensei que desta não o fosse.
Mas a distancia existe. Eu, aqui! Tu, aí!
Talvez um dia nos seja favorável. Talvez?

Penso nas tuas palavras. Permanentemente!

Dizes que há demasiado sentir nas minhas linhas.
É natural! Faço amor com as palavras. É por elas que expresso o meu desejo e o meu querer.
Faço-o com toda a plenitude da minha livre vontade. Faço-o porque me sinto correspondido.

Não posso ansiar pelo teu abraço? Ou por descansar no teu peito?
Nem vale a pena dizer que não porque não o consigo impedir.
Sim. Eu sei que as circunstâncias são distintas. Mas sê-lo-ão para sempre? E mesmo que assim aconteça quer isso dizer que não sentimos o que sentimos? Quer isso dizer que os momentos que temos não foram intensamente sentidos?

Ah! Há alturas em que apenas nós somos. Tudo o resto jorra da nossa origem!

Contudo, também há, realmente, a possibilidade de abrandar.
Se te for necessário, jamais imporei a minha vontade. Mas as cores não voltarão a ser as mesmas nem nós voltaremos a ser iguais.
O que nos faz, toca-nos profundamente. Tanto que abala as colunas da existência pelo reconhecimento do que já houve. É o antigo que chama por nós! E eu ouço esse canto.

Falaste-me em lágrimas no chão. Recordas?
Respondi-te que as tuas lágrimas tinham era caído no meu coração, onde as tinha recebido e guardado por serem manifestações do teu amor. Recordas?

Pois as tuas lágrimas já são um oceano de sentir no meu coração. E o tempo fará delas um universo. Porque eu vou ama-las e acarinha-las. Porque nelas também quero ser.
Só assim criaremos o, e no, MULTIVERSO.

Encurvo-me perante o silêncio do mar.
Venho aqui à procura dos afagos do vento. É por eles que sinto os teus beijos.

E peço-lhes, humildemente, que levem os meus até ti.

Sempre,
V.


in Comentários na face da Noite


Vicente Ferreira da Silva

 
Autor
VFS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1251
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
26 pontos
8
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 27/02/2009 21:45  Atualizado: 27/02/2009 21:45
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Carta aos afagos do Vento
Que os afagos do vento possam sempre servir de correio
Belíssima carta Vicente!

Beijo grande


Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 27/02/2009 22:27  Atualizado: 27/02/2009 22:27
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: Carta aos afagos do Vento
E eu curvo-me, em silêncio, perante esta carta. E espero que os teus beijos cheguem até ela


Enviado por Tópico
luisalpsimoes
Publicado: 05/04/2009 12:55  Atualizado: 05/04/2009 12:55
Colaborador
Usuário desde: 02/03/2009
Localidade: Ansião
Mensagens: 591
 Re: Carta aos afagos do Vento
Vicente,

Bela carta. Espero que ele chegue depressa ao seu destino. Gostei imenso.
Como vê cá estou.

Beijinhos


Enviado por Tópico
glp
Publicado: 07/04/2009 01:57  Atualizado: 07/04/2009 01:57
Da casa!
Usuário desde: 26/02/2007
Localidade: Belas
Mensagens: 464
 Re: Carta aos afagos do Vento
Gostei, Vicente!

Grande abraço