https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

As tuas (inertes) palavras

 
Tags:  palavras    mentira    falsidade  
 
Mentes à Palavra
Como se súplica fosse o teu verso
Decadente, com que presenteias
O teu (in)fiel seguidor
Cuja cegueira se cura
À velocidade da luz.

A falsidade engolir-te-á
E os espelhos reflectirão
A podridão da tua alma
E a inconsciência do teu verbo.

A face da crueldade brilha no escuro
E as evacuações contínuas
Com repetições de limpezas
Do que te suja o mural
Já fede e os olhos abrem-se
Vendo, finalmente, a luz!

 
Autor
Vera Sousa
 
Texto
Data
Leituras
1568
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
28
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/04/2009 12:18  Atualizado: 23/04/2009 12:18
 Re: As tuas (inertes) palavras
Poderoso poema.
Penso que sei a quem se pode dirigir.
Talvez não só a uma personalidade mas a um padrão de pessoas.
Não?

De toda a forma, gostei...
Bjs.
(Já reparaste que os teus fabulosos poemas têm uma carga forte e dramática, davam diálogos poderosos num contexto teatro/ópera/história/etc...; mera opinião...)


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 23/04/2009 13:38  Atualizado: 23/04/2009 13:39
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: As tuas (inertes) palavras
Sim a mentira a falsidade persição de ver a luz, um poema forte com uma cadência que entra nos olhos com claridade.

Beijos


Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 23/04/2009 15:21  Atualizado: 23/04/2009 15:21
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: As tuas (inertes) palavras
Muito bom e oportuno poema! isto sim, é uma crítica perfeita, magistral! espero que tomem o exemplo e implodam as evacuações fétidas...
beijo

Maria verde


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 24/04/2009 14:28  Atualizado: 24/04/2009 14:29
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: As tuas (inertes) palavras
Vera,

Grande poemaço, extraordinário...
Mas que te fizeram? Precisas de ajuda?
Estou aqui para isso.
Há coisas que fedem com facilidade!...

Beijinho


Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 24/04/2009 23:33  Atualizado: 24/04/2009 23:35
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: As tuas (inertes) palavras
Vera,
Por exelência um POEMA EXELENTE no que toca ao contexto poético,
Admiro imenso a tua escrita e sempre que posso venho ao teu cantinho pra te ler,

Beijinhos

Luisa Raposo


Enviado por Tópico
Vergílio
Publicado: 25/04/2009 21:44  Atualizado: 25/04/2009 21:44
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 786
 Re: As tuas (inertes) palavras
Gostei muito dos seu poema... no modo contundente
de utilizar as palavras.
Beijo
Tomás


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 27/04/2009 13:09  Atualizado: 27/04/2009 13:15
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: As tuas (inertes) palavras
Que poema, Vera que poema!
E X T R A O R D I N Á R I O!!
"A falsidade engolir-te-á
E os espelhos reflectirão
A podridão da tua alma
E a inconsciência do teu verbo."

Na verdade a falsidade mais cedo ou mais tarde engole todos aqueles que a carregam dentro da alma e do verbo, como tu dizes!
Parabéns Poeta!
Há que alertar as consciências,
sempre... fazendo-o olhando também para a nossa!
Beijo
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
mim
Publicado: 27/04/2009 17:21  Atualizado: 27/04/2009 18:46
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: As tuas (inertes) palavras
Vera, poema forte e potente, tudo acaba por entrar à velocidade da Luz!

Fez-me lembrar uma telenovela muito antiga o Casarão, por lá todos andavam ao pé de um grande caldeirão! (Banheira)

Beijocas doces


Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 28/04/2009 10:13  Atualizado: 28/04/2009 10:13
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: As tuas (inertes) palavras
Mentiras são pedras no caminho... e a forma mais segura de vencê-las é contorná-las. Um abraçooo! Abílio


Enviado por Tópico
glp
Publicado: 28/04/2009 14:29  Atualizado: 28/04/2009 14:29
Da casa!
Usuário desde: 26/02/2007
Localidade: Belas
Mensagens: 464
 Re: As tuas (inertes) palavras
Gosto bastante! Beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/04/2009 00:33  Atualizado: 29/04/2009 00:33
 Re: As tuas (inertes) palavras
Límpida bofetada de luva mais que branca...
Não te esqueças, a luz é sempre verde...
Abraço


Enviado por Tópico
luisalpsimoes
Publicado: 29/04/2009 01:51  Atualizado: 29/04/2009 01:51
Colaborador
Usuário desde: 02/03/2009
Localidade: Ansião
Mensagens: 591
 Re: As tuas (inertes) palavras
Vera,

Só te digo que adorei.
Levo comigo.

Beijinhos


Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 30/04/2009 00:33  Atualizado: 30/04/2009 00:33
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1005
 Re: As tuas (inertes) palavras
Poesia com muita profundidade e muita força...
Um POEMA magistral...
Gostei muito...Parabéns à autora..
A.S.


Enviado por Tópico
SilviaReginaLima
Publicado: 30/04/2009 00:56  Atualizado: 30/04/2009 01:00
Colaborador
Usuário desde: 23/04/2009
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 816
 Re: As tuas (inertes) palavras
alo poeta

como vai? Boa noite. Até a falsidade e a mentira, em determinado momento, se envergonham, baixam a cabeça e reverenciam a LUZ onde ela estiver em sua forma mais pura.** Pode demorar um tanto, pode , sim, ... mas este dia belo chega sempre. *** Um beijo azul