https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Restam partes de ti

 
 
Restam marcas gráceis no chão daquele som que outrora era o do teu andar
Resta uma brisa amena daquele cheiro que outrora era o do teu perfume.
Resta um reflexo ténue daquele contemplo que outrora era o teu olhar
Resta uma impotência penosa daquele sentimento que outrora era ciúme.
Resta um arrepio desalentado daquele que outrora era o teu toque
Resta uma saudade espinhosa daquela nostalgia que outrora era a tua presença.
Resta uma pobreza desmesurada daquele tesouro que outrora era a tua posse
Resta uma lágrima insuprível daquela verdade que agora é minha sentença.
Resto-me a mim daquele que outrora era eu, que outrora era teu.

Carlos Félix Rodrigues

 
Autor
CarlosFélixRodrigues
 
Texto
Data
Leituras
607
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 22/06/2009 20:40  Atualizado: 22/06/2009 20:40
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Restam partes de ti
Muito bonitas as partes assim descritas
e o final ficou especialmente adorável: restou-te o imprescindível!


Amora


Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 22/06/2009 22:15  Atualizado: 22/06/2009 22:15
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2970
 Re: Restam partes de ti
Essas perdas doem muito, deixam marcas que são como tatuagens.
beijos poeta.