https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

sem titulo 02

 
“Saudade quase morta volta,
Porque castiga-me com isso?
Fazes de conta que sempre ainda é...
Fazes de mim sempre um triste
Pobre coração sem chamas
Chama-me pelo nome que quiserdes
Tens-me em suas anotações...
Anotar-te-ei o nosso esquecido poema
Quase chorei na última palavra
Me morri um tanto de vezes
Me deixei...
Me morri...”
(Ouro Preto, 04 junho 2007)


Rômulo Ferreira

 
Autor
romulo ferreira
 
Texto
Data
Leituras
617
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.