https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

BRUTALMENTE RASGADA

 
Segui as pegadas do Urso
Por entre a floresta
Densa e húmida

Olhei o que ele olhou
Mas ele viu
O que eu não soube ver

E fui eu a perseguida
Pelas minhas próprias pegadas

Na margem de um rio
De pedras soltas
Fixámos o nosso olhar
Tentando reconhecer
O mundo de cada um

Aproximei-me do Urso
Tentei sorrir...
E fui brutalmente rasgada
Pelo instinto da sobrevivência!

No último minuto
Soube que toda a minha vida
Fora brutalmente rasgada
Sem nenhum instinto...

Manuela Fonseca


Manuela Fonseca
_______________
http://ensaios-poeticos.blogspot.com

 
Autor
Manuela Fonseca
 
Texto
Data
Leituras
863
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 16/06/2007 08:20  Atualizado: 16/06/2007 08:20
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14852
 Re: BRUTALMENTE RASGADA p/ Manuela Fonseca
Querida poetisa

Que poema triste...
Mas de uma profundidade
intensa...
Muito bom mesmo!
Parabéns!

Beijinhos doces n'alma

Enviado por Tópico
Manuela Fonseca
Publicado: 16/06/2007 19:04  Atualizado: 16/06/2007 19:04
Colaborador
Usuário desde: 13/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 885
 Re: BRUTALMENTE RASGADA
Sim...triste... Como já deves ter reparado, a minha escrita é um pouco sombria e forte, como o editor da Sete Caminhos, opinou, um dia...

Obrigado pelo carinho de me leres e comentar.

Beijo doce no teu coração***